Página Inicial
  Quem Somos
  Acordos e Convenções
   de Natureza Econômica
  Acordos e Convenções
   Horário de Trabalho
  Associe-se
  Assessoria Jurídica
  Atendimento    Odontológico
  Base Territorial
  Certificado REPIS
  Contribuições On-line
  Cartão Comerciário /   Convênios
  Colônia de Férias
  Clube dos Comerciários
  Diretoria
  Galeria de Fotos
  Homologações
  Informativo / Jornal
  Notícias
  Quadro de Acordo
   de Compensação
  Sede / Escritórios
   Regionais
  Fale Conosco
 
 
 
 

Notícias

Sindicalistas Amauri e Motta continuam na luta em defesa dos trabalhadores
Dia: 14/04/2015


Luta permanente dos Sindicatos sem esmorecer, dá resultados: o Governo anuncia que aceita negociações das Mps 664 e 665

O presidente do Sincomerciários de Tupã, vereador Amauri Mortágua está mais uma vez em São Paulo ao lado do presidente da Fecomerciários e da UGT/SP Luiz Carlos Motta, em reuniões com as Centrais Sindicais com o objetivo de traçar estratégias e melhores condições em defesa dos trabalhadores.

Vivemos um momento em que o trabalhador é desvalorizado, perante as ofensivas sistemáticas aos direitos dos trabalhadores, a união permitirá a tentativa de manter direitos conquistados e minimizar novas regras que prejudicam o trabalhador.

Medias Provisórias 664 e 665/2014

Nossos dirigentes sindicais mantêm a luta contra as medidas anunciadas no final de dezembro do ano passado pelo Governo, que cortam benefícios de desempregados, doentes e acidentados e das viúvas/viúvos da previdência social.

Os sindicalistas Tupãenses, vereador Amauri Mortágua e Luiz Carlos Motta, vão constantemente à Brasília participar de reuniões com Ministros e Parlamentares para evitar o prejuízo aos trabalhadores, aposentados e pensionistas do INSS.

A grande imprensa, como mostra os Portais da Folha de S.Paulo e Estadão, destacou que ao STF Dilma diz que regra de benefícios trabalhistas não é imutável. A luta permanente dos Sindicatos, sem esmorecer, tenha dado resultados.

As medidas continuam tramitando no Congresso Nacional, em suas comissões, sem data para votação. Por esta razão, as Centrais Sindicais adotam sistema de rodízio de dirigentes sindicais, de tal forma, que em todas as semanas, número expressivo de dirigentes e trabalhadores estejam lá, lutando pelos nossos direitos e conquistas.

Terceirização

Enquanto se discutiam as medidas que prejudicam o povo, a Câmara dos Deputados passou a analisar e votar um projeto de terceirização da mão de obra, que estava engavetado há vários anos, o Projeto de Lei 4.330/04. Imediatamente, Amauri e Motta se juntaram em mais uma luta.

Porém, a toque de caixa, mesmo com impedimentos para sua votação, o projeto da terceirização da mão de obra foi aprovado pelos Deputados. Agora, a luta é para emendar o projeto, no prazo que foi estabelecido, objetivando reduzir os prejuízos dos trabalhadores.

A terceirização é um grande incômodo, porque provoca o achatamento salarial: reduz o salário dos trabalhadores terceirizados, pois se uma empresa paga R$ 1.000,00 de salário a um trabalhador e terceirizar o serviço, poderá continuar a pagar os mesmos R$ 1.000,00 por trabalhador, mas este pagamento será para a empresa terceirizada que, visando seu lucro, vai pagar menos ao trabalhador, para executar as mesmas tarefas. O trabalhador recebendo menos, seu FGTS é reduzido, o recolhimento do INSS é menor e assim por diante, o que provoca uma série de prejuízos que vai desenrolar na aposentadoria em valor menor (e ainda tem o fator previdenciário).

A lucratividade das empresas aumenta, os salários diminuem...

MOTTA, em nome dos comerciários do Estado de São Paulo, se posiciona na grande imprensa repudiando o projeto de terceirização que precariza os direitos trabalhistas e dos salários, com alta rotatividade e desemprego.

“O PL é retrocesso. Nossa pressão será triplicada, uma vez que o Congresso Nacional aumentou a bancada de empresários, que naturalmente apoiam o PL 4.4430. Também diminuiu a sindical. O PL ameaça as relações de trabalho e a representação sindical”, afirmou o 1º suplente a deputado federal do PTB, Luiz Carlos Motta.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
Base Territorial: Adamantina - Arco-Íris - Bastos - Flora Rica - Flórida Paulista - Herculândia - Iacri - Inúbia Paulista - Lucélia - Mariápolis
Osvaldo Cruz - Parapuã - Pracinha - Queiroz - Quintana - Rinópolis - Sagres - Salmourão - Tupã


Sede: Rua Guaianazes 596, Centro - Tupã / SP - Fone (14) 3496-4535 - E-mail: sincomerciarios@sincomerciariostupa.org.br
Esc. Reg: Rua Salgado Filho 150, Sala 5 - Osvaldo Cruz / SP - Fone (18) 3528-7529 - E-mail: osvaldocruz@sincomerciariostupa.org.br
Esc. Reg: Al. Navarro de Andrade 429, Adamantina / SP - Fone (18) 3522-3937 - E-mail: adamantina@sincomerciariostupa.org.br
Sede Recreativa: Clube dos Comerciários - Rua Aimorés, 811 - Centro - Tupã / SP - Fone (14) 3441-5082 - E-mail: clube@sincomerciariostupa.org.br