Página Inicial
  Quem Somos
  Acordos e Convenções
   de Natureza Econômica
  Acordos e Convenções
   Horário de Trabalho
  Associe-se
  Assessoria Jurídica
  Atendimento    Odontológico
  Base Territorial
  Certificado REPIS
  Contribuições On-line
  Colônia de Férias
  Clube dos Comerciários
  Diretoria
  Galeria de Fotos
  Homologações
  Informativo / Jornal
  Notícias
  Quadro de Acordo
   de Compensação
  Sede / Escritórios
   Regionais
  Fale Conosco
 
 
 
 
Live do Sincomerciários tem altos índices de audiência
Dia: 03/11/2020

 

A live promovida pelo Sincomerciários Tupã registrou altos índices de audiência, tanto no Facebook quanto no Youtube. De acordo com o presidente do sindicato, Amauri Mortágua, o evento virtual recebeu muitos elogios e cumpriu sua função. “Nosso foco era, mesmo com a pandemia, realizar uma festa que alcançasse os trabalhadores do comércio, levando até eles entretenimento, informações, música e prêmios”, detalhou.

O presidente Amauri Mortágua lembrou que a data é muito importante para passar em branco, por isso o sindicato encontrou uma maneira criativa para, mesmo diante das restrições impostas pela pandemia, homenagear os trabalhadores do comércio. “Todos os anos, realizamos uma grande festa, que mobiliza centenas de pessoas para celebrar o Dia do Comerciário. Em 2020, o evento não poderia ser organizado de maneira convencional, por isso organizamos essa live”, justificou.

Além das apresentações musicais, durante o evento online foram feitos esclarecimentos sobre o trabalho realizado pelo Sincomerciários em defesa da categoria e apresentados diversos depoimentos em vídeo de comerciários de várias cidades que integram a área de abrangência do Sincomerciários Tupã, composta por 19 municípios.

O presidente da União Geral dos Trabalhadores (UGT), Ricardo Patah, e o deputado federal Luiz Carlos Motta, presidente da Federação dos Comerciários do Estado de São Paulo (Fecomerciários) e da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC) também enviaram vídeos enaltecendo a categoria e sua importância para a economia nacional.

 

Sorteios

Durante a transmissão, foram sorteados mais de 80 brindes entre os comerciários sindicalizados, houve ganhadores em Herculândia, Arco-Íris, Iacri, Bastos, Rinópolis, Parapuã, Salmourão, Osvaldo Cruz, Inúbia Paulista, Lucélia, Mariápolis, Adamantina e Tupã. O prêmio principal, uma motocicleta 0 Km, foi para Guilherme Luz de Almeida, funcionário de um supermercado da cidade de Herculândia. Já a tupãense Leila Cristiane de Jesus Bombonato ganhou uma TV LED de 32 polegadas. Os prêmios foram entregues no local de trabalho dos ganhadores.

“É uma emoção muito grande ganhar um prêmio como este. O Sincomerciários sempre representou muito bem seus associados e prestigia nossa categoria com grandes eventos. Neste ano, mais uma vez, mostrou muita criatividade para, mesmo com a pandemia, organizar uma festa como essa”, elogiou o ganhador da motocicleta.

“Mais importante que a festa, é o reconhecimento de nosso sindicato a todos os trabalhadores do comércio. Esta união entre a entidade e os comerciários nos tornou fortes e que nos permite continuar trabalhando para que a categoria seja cada vez mais valorizada. Mesmo com a pandemia, mantemos nosso trabalho em todas as frentes”, concluiu Amauri.



Lideranças celebram o Dia do Comerciário
Dia: 30/10/2020

Formando um contingente superior a 12 milhões de trabalhadores, os comerciários são a maior categoria profissional urbana do Brasil. Por isso, neste 30 de outubro, diversas lideranças sindicais, ligadas a todas as categorias, estão celebrando o Dia do Comerciário. “O comércio é a atividade mais importante do nosso país, é o que dá grandeza ao Brasil. Estamos vivendo um momento crítico no país, por conta desta pandemia, mas os comerciários, desde o início, estão na linha de frente. Comerciários e comerciárias são verdadeiros guerreiros e guerreiras”, destacou o presidente da UGT Nacional e do Sincomerciários de São Paulo, Ricardo Patah.

“Os comerciários são a base de sustentação de um dos principais pilares econômicos do país, que é o comércio. Sem estes profissionais, o Brasil não avançaria. Por isso, é importante reconhecer e reverenciar esta data e a maneira abnegada como nossa categoria desempenha seu papel profissional”, acrescentou o presidente da UGT-SP e do Sincomerciários Tupã, Amauri Mortágua.

Já o presidente da Fecomerciários e da CNTC, deputado federal Luiz Carlos Motta, sublinhou a história de luta dos comerciários em busca de reconhecimento e valorização profissional. “Em todo país, nossa categoria sempre esteve mobilizada em busca de direitos. Este passado de lutas inspirou e conduziu a grandes mudanças no cenário trabalhista nacional”, recordou o parlamentar, que também é tesoureiro do Sincomerciários Tupã.

 

Conquistas

 30 de outubro foi escolhido como Dia do Comerciário porque nesta data, em 1932, foi publicado o Decreto de Lei nº 4.042,  determinando a jornada de trabalho de 8 horas por dia e o repouso remunerado aos domingos para todos os comerciantes.

Para garantir esta conquista, entretanto, foi necessária muita luta. Na época, as condições de trabalho para os comerciários eram completamente abusivas. Os trabalhadores faziam jornadas de 12 horas por dia, sem feriados ou mesmo folgas aos domingos.

Insatisfeitos com as arbitrariedades a que eram submetidos, os profissionais do comércio começaram a se levantar contra o sistema de quase escravidão sob o qual eram obrigados a atuar. Começaram a criar pequenos grupos e associações de apoio, que acabariam por se tornar os atuais Sindicatos Trabalhistas e se espalharam por todo o país.

No dia 29 de outubro de 1932 houve uma grande manifestação na cidade do Rio de Janeiro, então capital nacional, com mais de 5 mil comerciários marchando em direção ao Palácio do Governo (Palácio do Catete). Os manifestantes foram recebidos pelo Presidente Getúlio Vargas, que aceitou as reivindicações dos trabalhadores e assinou decreto determinando a jornada de trabalho para 8 horas por dia e o repouso remunerado aos domingos para todos os comerciantes. Em 2013, a presidente Dilma Rousseff, reconheceu oficialmente a data.

Homenagem

Como forma de homenagear a categoria, o presidente da UGT-SP e do Sincomerciários Tupã, Amauri Mortágua, escreveu um poema, no qual relaciona, de maneira perspicaz, todas as profissões que, de uma forma ou de outra, são exercidas pelo trabalhador do comércio durante o desempenho de suas funções. Leia a íntegra do texto:

 

SER COMERCIÁRIO...

Ser comerciário é a síntese das profissões!

 

É como engenheiro a arquitetar

a satisfação do bem estar e, às vezes,

como mágico, a ilusão alimentar.

 

É feito alfaiate a costurar

as melhores escolhas e,

qual contador, encontrar

valores favoráveis e simpáticos.

 

É ter a tolerância e a paciência de um religioso,

a disponibilidade e a compreensão de psicanalista.

 

É ser como o bom palhaço,

sempre com sorriso nos lábios,

a ocultar suas angústias e problemas pessoais,

pois o cliente sempre tem razão!

 

Qual publicitário, enaltecer as qualidades dos produtos,

usando do convencimento dos advogados,

da autoridade do delegado para prender a atenção e,

como ator, despertar o interesse para a compra.

 

Ser comerciário é testemunhar,

em prosa e verso, a crônica diária

da dura realidade da vida que pulsa

pelas artérias de nossas cidades.

 

Como psicólogo, ouvir os comentários sobre

os acertos e desmandos das autoridades;

as alegrias e tristezas que o esporte proporciona aos torcedores;

as aventuras e desventuras da existência.

É ver se revelar o íntimo da natureza humana na

sua forma mais atual e impiedosa: o poder de consumir!

 

Ser comerciário é maravilhar-se, entusiasmado,

com os produtos que vende,

mesmo que quase sempre não possa comprá-los...

 

Ser comerciário é ser universal na individualidade,

é ser humano, com labor mitológico!

 

Texto escrito por AMAURI MORTÁGUA

Presidente do SINCOMERCIÁRIOS TUPÃ-SP

especialmente para o DIA DOS COMERCIÁRIOS

                   


Programa de suspensão de contrato e redução de jornada é prorrogado
Dia: 14/10/2020

O governo federal prorrogou novamente o programa que autoriza empresas a suspenderem o contrato de trabalho ou a reduzirem a jornada e os salários dos funcionários, em troca da manutenção do emprego. O decreto foi publicado hoje (14) no Diário Oficial da União e estende o pagamento do benefício emergencial até 31 de dezembro, quando encerra o estado de calamidade pública decretado em março em razão da pandemia de covid-19.

 O Benefício Emergencial de Preservação do Emprego e da Renda (BEm) foi instituido por meio da Medida Provisória nº 936/2020 e transformado na Lei nº 14.020/2020 em julho. Ele já havia sido e, agora, terá um prazo total de 240 dias para celebração dos acordos e pagamento de benefício.

 Em nota, a Secretaria Geral da Presidência informou que a prorrogação é necessária em razão do “cenário atual de crise social e econômica, e com a permanência de medidas restritivas de isolamento social”. “Essa ação irá permitir que empresas que estão em situação de vulnerabilidade possam continuar sobrevivendo a este período e, desta forma, preservar postos de trabalho e projetar uma melhor recuperação econômica”, diz.

 O BEm equivale a uma porcentagem do seguro-desemprego a que o empregado teria direito se fosse demitido e é pago com recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

 No caso de redução de jornada e salário em 25%, 50% ou 70%, o governo paga um benefício emergencial ao trabalhador para repor parte da redução salarial. As empresas podem optar ainda por pagar mais uma ajuda compensatória mensal a seus funcionários que tiveram o salário reduzido.

 Se o trabalhador tiver jornada e salário reduzidos em 50%, seu benefício corresponderá a 50% do valor do seguro desemprego ao que teria direito, se tivesse sido dispensado. No total, o benefício pago pode chegar até a R$ 1.813,03 por mês.

 No caso de suspensão do contrato de trabalho em empresas com faturamento anual de até R$ 4,8 milhões, o trabalhador receberá 100% do valor do seguro desemprego a que teria direito. Para empresas com faturamento maior, o valor do benefício pago pelo governo será 70% do seguro desemprego, enquanto a empresa pagará uma ajuda compensatória mensal de 30% do valor do salário do empregado.

Desde o início do programa, 9,7 milhões de trabalhadores fecharam acordos com seus empregadores de suspensão de contratos de trabalho ou de redução de jornada.

Fonte: Agência Brasil



 
 
 

      Seja Sócio

 

      Contribuição

 

        Diretoria

Não perca mais tempo e venha ser nosso associado   De forma rápida faça a emissão das suas contribuições online   Clique e confira a lista completa dos Membros da Diretoria
   
 

Convenções

 

Convênios

 

Contato

   
Veja todas as convenções coletivas e acordos   Veja a nossa lista completa de conveniados   Entre em contato conosco agora mesmo
         
   
         
 
 
 
 
 
 
 
Base Territorial: Adamantina - Arco-Íris - Bastos - Flora Rica - Flórida Paulista - Herculândia - Iacri - Inúbia Paulista - Lucélia - Mariápolis
Osvaldo Cruz - Parapuã - Pracinha - Queiroz - Quintana - Rinópolis - Sagres - Salmourão - Tupã


Sede: Rua Guaianazes 596, Centro - Tupã / SP - Fone (14) 3496-4535 - E-mail: sincomerciarios@sincomerciariostupa.org.br
Esc. Reg: Rua Salgado Filho 150, Sala 5 - Osvaldo Cruz / SP - Fone (18) 3528-7529 - E-mail: osvaldocruz@sincomerciariostupa.org.br
Esc. Reg: Al. Navarro de Andrade 429, Adamantina / SP - Fone (18) 3522-3937 - E-mail: adamantina@sincomerciariostupa.org.br
Sede Recreativa: Clube dos Comerciários - Rua Aimorés, 811 - Centro - Tupã / SP - Fone (14) 3441-5082 - E-mail: clube@sincomerciariostupa.org.br
Hit Counter by Digits
Ficha de Inscrição Miss Comerciária 2013